Data: A definir
Sabado: 8 as 18
Domingo: 8 as 16

O curso tem como objetivo desenvolver raciocínio clínico em avaliação e intervenção fisioterapêutica de crianças com incapacidades neurológicas.

Serão apresentados os principais instrumentos de detecção precoce de bebês de alto risco de paralisia cerebral e como montar um programa de follow-up e de intervenção precoce pautado mas melhores evidências.

Será apresentado as abordagens mais atuais que fundamentam o processo de avaliação, bem como os instrumentos padronizados que podem ser aplicados de acordo com as queixas das famílias.

O fisioterapeuta sairá apto a traçar diagnóstico e prognóstico fisioterapêutico e elaborar um plano de tratamento individualizado com foco na funcionalidade.

Por fim, serão apresentadas as evidências atuais sobre as principais abordagens fisioterapêuticas por meio de discussão de casos clínicos.

• Fisioterapeuta com experiência em Fisioterapia Neurofuncional da criança e adolescente.

• Mestre e Doutor (UFMG) em Fisiologia com ênfase em Neurociências. Pós Doutor em Fisioterapia pela 

The University of Sydney (Austrália).

• Professor Adjunto da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

• Organizador do Livro Fisioterapia em Pediatria: da evidência à prática clínica; e do PROFISIO Neurofuncional na área da criança e adolescente.

Conteúdo do curso


Sábado (Manhã)

- Identificação precoce de bebês de alto risco de paralisia cerebral
 - Apresentação dos instrumentos: General Movements (GMs) e Exame Neurológico de Hammersmith (HINE)
- Como fazer prognóstico (GMFCS)
- Quando encaminhar para programa de intervenção precoce

Sábado (tarde)

- Definição e pilares de um programa de intervenção precoce
- Apresentação da medida de desempenho ocupacional (COPM) adaptado à fisioterapia
- Discussão sobre as principais intervenções fisioterapêuticas precoces: GAME, COPCA e outras
- Como estruturar um programa de follow-up de bebês de risco

Domingo (manhã)

- Como estruturar um programa de avaliação fisioterapêutica?
- Como elaborar diagnóstico, prognóstico é plano de tratamento
- Quais instrumentos utilizar para avaliar crianças com PC de acordo com cada nível do GMFCS?

Domingo (tarde)

- Como estruturar um programa de intervenção fisioterapêutica?
- Evidências atuais em fisioterapia neurofuncional da criança e adolescente
- Como tratar crianças de acordo com o GMFCS
- Discussão de casos clínicos abrangendo: treino orientado à tarefa, terapia focada no contexto, treino de marcha e condicionamento físico.

Local do curso

Hotel Ramada Encore Minas Casa: Av. Cristiano Machado, 3411, Ipiranga, Belo Horizonte / MG

Investimento

 880,00 à vista* ou 10 x 99,00 Credito

*Pagamento via depósito ou boleto

Confira condições de Parcelamento

Professor: Hércules Ribeiro Leite
Preencha o formulário abaixo para
se inscrever