Buscar

Pós-Venda na Fisioterapia


O custo de aquisição de um novo cliente é muito mais elevado que o custo de manutenção dos clientes ativos, ou mesmo de uma nova venda para um cliente antigo. Sendo assim, a ferramenta de pós-venda é essencial na saúde financeira de sua clínica, consultório ou mesmo atendimento domiciliar.

Acredito que a expressão pós-venda é bem conhecida entre os colegas Fisioterapeutas, que entendem o significado como consumidores. Normalmente associamos de forma mais natural esta ferramenta de contato com o cliente após sua compra com um produto físico, mas a estruturação deste contato na área da saúde, especialmente na Fisioterapia, é estratégica e alcança ótimos resultados.

O conceito é bem simples: Contactar seu cliente após a execução do serviço. Escuto com frequência em aulas e consultorias para Fisioterapeutas algo neste sentido:


“Tenho costume de fazer pós venda com meus clientes, sempre mando uma mensagem perguntando como ele está passando..”


Animador ler o relato acima, porém quando pergunto sobre a frequência deste contato de pos-venda, dos critérios que utiliza, da planilha ou software que usa para certificar que não esqueceu de ninguém, qual a quantidade de contatos feitos para cada paciente, se tem pos-venda diferente para cada caso... a resposta é quase sempre a mesma: “ahhh, envio mensagem da minha cabeça, quando lembro..rs”

A seguir listo alguns pontos importantes para refletirmos e aprimorarmos na gestão dos nossos pacientes/clientes:


- Quais critérios você utiliza para realizar o contato após o serviço prestado? Cada paciente tem uma história e uma necessidade. Serviços diferentes irão requerer abordagens diferentes, evitando claro, um excesso. Por exemplo:

Para um paciente que demandou uma palmilha biomecânica, podem (devem) ser feitos mais de 1 contato após a entrega da palmilha: 1 Contato para saber da adaptação; 1 para saber se está ocorrendo o uso regularmente; 1 para checar a melhoria dos sintomas ou outro parâmetro; 1 para lembrar que o prazo de confecção de outra palmilha chegou.

Para um paciente que estava com dor aguda e recebeu alta, seriam menos contatos: 1 para saber se continua bem após a alta e outra com mais tempo para saber se continua estável e quem sabe, oferecer um serviço preventivo como Pilates, por exemplo.


- Como registra e controla os contatos? Não confie apenas em sua memória, pois a chance de esquecer será muito alta. Crie uma planilha ou use um software que te auxilie para lembrar diariamente ou semanalmente de entrar em contato e demais informações uteis.


- Você utiliza o pós-venda para outras finalidades? Novamente reforço que o excesso é muito prejudicial neste relacionamento, mas na dose certa, os contatos posteriores podem ser muito bem usados para convidar para algum evento ou divulgar um novo serviço. Exemplo: Uma caminhada em um parque, um café da manhã, um ciclo de palestras e também para contar as novidades, como um equipamento novo, um novo profissional na equipe..


Adoramos ser lembrados e bem acolhidos. Na Fisioterapia, como em toda área da saúde, os problemas dos nossos clientes são multifatoriais e, geralmente, vão muito além da queixa principal. Quando o cliente se sente cuidado e querido, ele tende a indicar mais e comprar novamente.

Gerencie bem seus atendimentos, organize e registre como serão os contatos após a conclusão dos serviços, com qual frequência e em quais datas, aproveite para estreitar os laços e criar mais relacionamentos sólidos e profissionais com seus clientes.


Sucesso e bons negócios,

Abraços,

Bernardo Chalfun

CEO Fisioconsult

176 visualizações

FISIOCONSULT - Rua Cícero Ferreira, 95 - Funcionários, Belo Horizonte - MG, 30220-040, Telefone: 31 99968-8640

© 2018 Site desenvolvido por Vetta